Notícias

  • 19/01/2022

Pequenos negócios ligados à economia criativa ganham destaque no Verão



Pequenos negócios ligados à economia criativa ganham destaque no Verão

O clima de férias e descontração do verão estimula as pessoas a buscarem por mais atividades de lazer e entretenimento. O avanço da vacinação contra a Covid-19 trouxe mais segurança para a retomada de muitas atividades relacionadas ao mercado da economia criativa que envolvem a arte, música, cinema, feiras e eventos culturais. Com atenção aos protocolos de prevenção e à segurança do passaporte de vacina, é possível aproveitar as oportunidades do período de alta da estação e recuperar o faturamento em um dos segmentos mais afetados pela pandemia.

De acordo com o gerente de Competitividade do Sebrae, Cesar Rissete, esse é um momento de aquecimento para diversas atividades econômicas. “Independentemente da atividade exercida, a sazonalidade do final do ano que se estende até o Carnaval é sempre uma oportunidade para obter um maior movimento na empresa, seja por meio dos canais presenciais ou digitais que têm sido também um ótimo canal de comunicação”, ressaltou.

Para garantir o sucesso das vendas no Verão, o especialista do Sebrae destaca que é hora de proporcionar uma experiência de qualidade para o cliente. “O cuidado com atendimento é fundamental para não dar a impressão que sua empresa não está preparada, seja na loja física com o atendimento presencial, seja por meio dos canais digitais”, explicou. Segundo Rissete, é preciso treinar os colaboradores para serem ágeis, não deixar os clientes esperando em filas e facilitar o pagamento com diferentes meios”, disse.

Na segunda matéria da série “Sebrae no Verão”, a Agência de Notícias do Sebrae (ASN), dá dicas e orientações para os empreendedores do segmento de Economia Criativa para aproveitarem o clima favorável do ano. As orientações foram elaboradas pela analista de Competitividade, Denise Marques. Confira abaixo:

1. É hora de retomar a agenda de apresentações musicais
O mercado da música foi bastante afetado no auge da pandemia e, mesmo agora que ainda ser recupera bem timidamente, observa-se agendamentos de alguns shows com público restrito a vacinados acontecendo em muitas cidades. Para os pequenos negócios que envolvem o profissional da música, ou seja, o músico independente, é o momento de retomar as apresentações em restaurantes, bares e pequenos estabelecimentos, como casas de eventos que pouco a pouco vão sendo liberados para a coletividade.

2. Compartilhe seu talento em cursos e oficinas
No período de férias e descontração, muitas pessoas buscam realizar atividades que normalmente não teriam tempo de experimentar, ou aprender um novo ofício. Os profissionais que atuam no mercado da economia criativa podem aproveitar para promover cursos e oficinas de curta duração em áreas como fotografia, artesanato, pintura ou música. Se você tem um talento para compartilhar e deseja empreender com isso, conheça os cursos online e gratuitos no Portal do Sebrae, com orientações de como montar seu pequeno negócio no segmento de economia criativa. Clique aqui para saber mais.

3. Aproveite o clima do verão para oferecer atividades ao ar livre
Apesar das intensas chuvas de verão, a temporada de calor continua em quase todo o país e muitas pessoas buscam atividades ao ar livre com opção de lazer e entretenimento. Os profissionais que atuam no mercado de economia criativa podem proporcionar novas experiência para quem quer relaxar e curtir um pôr do sol, por exemplo. Se você é um músico, um contador de histórias ou atua em outra profissão relacionado às artes, verifique a possibilidade de realizar apresentações em espaços abertos na sua cidade.

4. Invista no entretenimento infantil
As colônias de férias são uma atividade muito requisitada pelas crianças, principalmente neste período do ano, quando as férias escolares costumam ser mais extensas. Muitas oferecem recreação ao ar livre, oficinas de teatro, dança, pintura entre outros atrativos, mas também podem inovar com atividades educativas que não tem muito a cara de escola, com robótica e programação voltada para o público infantil.

Fonte: Agência Sebrae



Notícias Contabeis

Fique informado com nossas notícias